Por aqui vemos Direção de arte como algo muito maior e mais complexo que apenas a definição de alguns itens, é sobre contar histórias, criar narrativas visuais, sabe? Um trabalho que acontece em três grandes etapas: A pré-produção, execução e pós-prdução, em todas elas o diretor de arte tem um papel fundamental.

A primeira etapa, é onde as ideias nascem, ondem criamos e desenvolvemos as ideias, tendo sempre em mente qual a mensagem principal que essa imagem vai contar, com quem ela vai conversar e sem se esquecer de quem é o cliente final, afinal a história precisa ser compreendida. Além de definir toda a ideia, também precisamos pensar e todos os detalhes que farão essa história ser completa, então entram aqui cenografia, locação, cabelo, maquiagem, atitude, iluminação, angulação das fotos, filtros e definição dos profissionais envolvidos. Até a escolha dos modelos ajuda a contar a história que está sendo construída.

Com tudo isso definido, vamos para o set e é onde a magia acontece. Aqui a principal função do diretor de arte é fazer com que todos os profissionais estejam alinhados e trabalhem juntos para que a história (é sempre sobre a história) seja contada e assim conseguimos nos manter todos em sinergia com os objetivos desenhados para o cliente-marca.

A pós-produção não vai servir só pra corrigir questões de caimento das peças, mas principalmente amarrar toda essa narrativa visual, com ajustes de luz, enquadramento e às vezes até uma intervenção artística, seguindo o direcional do diretor de arte. Que em geral, é feito em conjunto com o fotógrafo.

Quando trabalhamos com uma história concisa e bem amarrada, conseguimos ainda no primeiro step nos preparar para o melhor rendimento da equipe, tudo já fica definido, de cenário a stylling e, com isso, o processo fotográfico fica mais leve e objetivo.

Quer conversar mais sobre Direção de arte? Me manda um e-mail e a gente pode falar mais sobre!