Por aqui vemos Direção de arte como algo muito maior e mais complexo que apenas a definição de alguns itens, é sobre contar histórias e criar narrativas visuais. Um trabalho que acontece em três grandes etapas: a pré-produção, execução e pós-produção; sendo que em todas elas o diretor de arte tem um papel fundamental.

A primeira etapa é onde criamos e desenvolvemos as ideias, tendo sempre em mente a mensagem principal que essa imagem vai contar e com quem ela vai conversar. Além de definir toda o conceito, também precisamos pensar em todos os detalhes que farão essa história ser completa: locação, cabelo, maquiagem, atitude, iluminação, angulação das fotos, filtros, e definição dos profissionais envolvidos e escolha dos modelos; tudo contribui para contar a história que está sendo construída.

O próximo passo é ir ao set, onde a magia acontece! Aqui, a principal função do diretor de arte é fazer com que todos os profissionais estejam alinhados e trabalhem juntos para que a história (é sempre sobre a história) seja contada como planejado, e assim conseguimos nos manter todos em sinergia com os objetivos desenhados para o cliente-marca.

A pós-produção serve não apenas para corrigir questões de caimento das peças, mas principalmente para amarrar toda essa narrativa visual, com ajustes de luz, enquadramento e, por vezes, até uma intervenção artística, seguindo o direcional do diretor de arte junto com o fotógrafo.

Quando trabalhamos com uma história concisa e bem amarrada, conseguimos ainda no primeiro step nos preparar para o melhor rendimento da equipe. Tudo já fica definido, de cenário a stylling e, com isso, o processo fotográfico fica mais leve e objetivo.

Quer conversar mais sobre Direção de arte? Me manda um e-mail e a gente pode falar mais sobre!